Fetiche – há algo de que se envergonhar?

Vivemos em uma época de abertura sexual progressiva. O sexo é ecoado pelas estrelas do Instagram e as conversas entre homens e mulheres estão repletas dele.

Os detalhes de “como, com quem, em que posição e quantas vezes?” não são mais um segredo embaraçoso, mas um tópico no café da manhã com um amigo de trabalho. Estranhos saem juntos uma vez e vão para a cama juntos sem muito esforço.

Acontece que há áreas da sexualidade humana que ainda estão nas sombras. Um desses tópicos, que não abordamos com muita facilidade, são nossos fetiches sexuais.

Será que os fetichistas realmente têm motivos para se envergonhar e esconder suas preferências? Quando estamos falando de um fetiche e quando isso já é um desvio?

O que e un fetiche?

Um fetiche é um objeto, parte/característica do corpo de outra pessoa ou uma atividade sem a qual seria difícil para uma pessoa obter satisfação durante o sexo. Um fetiche geralmente não requer tratamento e não é motivo de vergonha. Se o seu fetiche não for uma obsessão e não prejudicar outras pessoas, não há nada que o impeça de aceitar o seu fetiche e se divertir com ele. Todos nós já ouvimos falar de fetichistas de pés ou fãs de BDSM.

submission

Fetiches populares

Alguns tipos de fetiches têm mais adeptos, outros menos. Os mais comuns incluem práticas de BDSM, fazer sexo em locais públicos e fetiche por pés.

Entretanto, há alguns fetiches bastante populares que você provavelmente nem conhecia.

Algumas pessoas se excitam com a simples visão de um parceiro/parceira em uma roupa de látex ou couro. As roupas criadas com esses materiais exalam um cheiro intenso, o que, para os fetichistas, geralmente já causa um aumento na excitação.

Outro fetiche é a interpretação de papéis no quarto e o cross-dressing. Certamente, esse tipo de brincadeira enriquece a vida erótica e permite que a pessoa se liberte das amarras de seus próprios preconceitos ou complexos.

Gravar sexo com uma câmera de vídeo também pode ser um fetiche. Pode ser divertido fazer vídeos eróticos um do outro se os parceiros confiarem um no outro. Casais em relacionamentos de longa distância também podem se beneficiar muito com isso.

Entretanto, é importante lembrar que o compartilhamento dessas gravações sem o consentimento da outra pessoa envolve responsabilidade criminal.

O sexo grupal também é, para alguns, um fetiche e não apenas uma simples fantasia. Por esse motivo, as festas de swingers estão se tornando cada vez mais populares, onde casais e solteiros trocam de parceiros na cama de boa vontade. A palavra “swingers” é usada para descrever casais que, enquanto estão em um relacionamento, fazem sexo com outras pessoas sem esconder isso um do outro.

As pessoas que gostam de espiar outros casais durante o sexo também podem encontrar satisfação em locais de swingers.

Não é necessário trocar de parceiro. Algumas pessoas vêm apenas para assistir ou preferem ter relações sexuais com seu parceiro na frente de outras pessoas.

Os fetiches mais populares são o sadismo e o masoquismo, ou o chamado BDSM. Os entusiastas do BDSM são divididos entre aqueles que sentem prazer em infligir dor e aqueles que gostam de senti-la.

O acrônimo vem das palavras “bondage discipline sadism masochism” (disciplina de escravidão, sadismo e masoquismo). Basicamente, ele define toda a diversão dos fãs desse passatempo.

Muitas pessoas têm a fantasia de fazer sexo em um local público. Entretanto, há também aqueles que têm exigências mais específicas. É feita uma distinção entre os tipos de fetiches associados ao sexo realizado em multidões (oclofilia), em alturas (acrofilia), em salas pequenas (claustrofilia) ou em trens (siderodromofilia).

Fetiches polêmicos podem incluir a coprofilia e a urofilia. A urofilia é a sensação de excitação sexual durante o contato com a urina do parceiro. Os urofilos gostam de sentir o cheiro, o gosto e a ingestão da urina de outra pessoa.

A coprofilia é quase a mesma coisa, exceto pelo fato de que, em vez de urina, o fetichista se excita com as fezes.

Provavelmente há muitos outros fetiches que não consegui listar aqui.

Fetiche ou fantasia?

A fronteira entre um fetiche e algo que nos excita é muito fluida.

Nem sempre é possível que o portador de um fetiche se identifique como fetichista. Além disso, nem todos admitem ter esse tipo de aflição – não apenas no dia a dia, mas também em estudos e pesquisas.

feet

Como contar ao seu parceiro sobre seu fetiche?

Fetichista. A definição dessa palavra em termos sociais, infelizmente, muitas vezes não é clara. Há pessoas para quem os fetichistas são desviantes ou pervertidos. Portanto, não é fácil admitir que se tem um fetiche – não apenas para a outra pessoa, mas muitas vezes primeiro para si mesmo.

Talvez, de fato, o primeiro encontro não seja o momento ideal para comunicar que você tem um fetiche, mas se já houve vários ou uma dúzia de encontros, por que não? Ainda mais se você já começou a conviver com alguém. Não faz sentido adiar indefinidamente a conversa sobre o assunto. Você pode começar com perguntas relacionadas ao que excita seu parceiro ou parceira. Talvez ele ou ela tenha preferências semelhantes às suas, mas ambos têm medo de admiti-las? Se você estiver namorando uma pessoa de mente aberta, essa conversa deve ocorrer em um ambiente descontraído e casual.

A única coisa com a qual você pode se preocupar é se a sua parceira não se sentir atraída pelo mesmo fetiche ou até mesmo sentir nojo dele. Se a outra pessoa não se sentir confortável, não insista.

Desde que você também consiga atingir o orgasmo por métodos tradicionais, isso não deve ser um problema. O sexo com a pessoa amada também é muito satisfatório quando não é perfeito. Talvez, quando vocês estiverem juntos há mais tempo, a posição dela mude ou ela concorde em tentar novamente.

É claro que existe o medo de que a pessoa escolhida fique horrorizada com seu fetiche. Portanto, é importante conhecer bem a outra pessoa antes de compartilhar seu segredo com ela.

Sua única opção será explicar honestamente ao seu parceiro/parceira que você não consegue obter satisfação sexual plena de nenhuma outra forma e que gostaria de experimentar isso com ele. Se eles não estiverem dispostos a entender e resolver o problema juntos, é improvável que vocês criem um relacionamento feliz de longo prazo.

Melhores sites de sexo ao vivo com grande quantidade de fetiches existentes

Se quiser se empolgar assistindo seus fetiches ao vivo, ou se quiser apenas explorar novos fetiches, você encontrará aqui a melhor seleção de sites que oferecem isso e muito mais.

Receba novidades do Camzuca!

© 2020 Camzuca. Todos os direitos reservados.

Stripchat ao vivo

chat adulto com vídeo 

mulher flirt4free